fbpx

Recordo-me do casamento deles como se fosse hoje, começando nos preparativos em casa, à hora do almoço com um calor “terrível”, passando para a Quinta de Catralvos onde veio a ser a cerimónia civil, e de seguida, a festa. Mas se à hora do almoço o calor era muito, ao final do dia e especialmente à noite, estava perfeito. Podendo inclusive jantar e festejar debaixo de um céu estrelado, que tornava o sítio ainda mais lindo.

A Mariana disse-me antes do casamento, “Nuno, a festa acaba às 5h da manhã.” Dito e feito, ehehe, saí exatamente de lá por essa altura, que festão!

Por tudo isto, a Mariana e o Diogo não poderiam deixar de fazer parte dos casais que me tocaram muito.

 

FECHAR MENU